X

Trabalhadores negros ganham 40,2% menos do que brancos por hora de trabalho

Última atualização: 17 de novembro de 2022

Em 2021, a média da hora recebida pela população preta e parda foi 74% menor do que a média dos brancos. Enquanto os pretos ganharam R$ 10,90 por hora, os brancos ganharam R$ 19

O cenário do racismo estrutural no Brasil é avassalador. Em um país com má gestão econômica e uma inflação descontrolada pelo governo preconceituoso de Bolsonaro, os trabalhadores pretos recebem 40,2% menos por hora trabalhada do que os brancos.

Em 2021, a média da hora recebida pela população preta e parda foi 74% menor do que a média dos brancos. Enquanto os pretos ganharam R$ 10,90 por hora, os brancos ganharam R$ 19. Os dados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua), divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O estudo ainda aponta que, no ano passado, o percentual de pessoas pobres no país era de 18,6% entre os brancos e praticamente o dobro entre os pretos (34,5%) e os pardos (38,4%). A linha de pobreza considerada foi a recomendada pelo Banco Mundial –de US$ 5,50 por dia ou R$ 486 mensais por pessoa.

Ainda conforme a pesquisa da segunda edição do levantamento Desigualdades Sociais por Cor ou Raça no Brasil, que analisa disparidades existentes em áreas como mercado de trabalho, moradia e educação, o Distrito Federal tem a maior disparidade de valores, com pretos ganhando 51% menos do que brancos. Em Pernambuco, o cenário é contrário, com diferença salarial por hora entre brancos e pretos de 19,4%.

42,5 horas a mais para atingir um salário mínimo 

Uma brasileira ou brasileiro preto ganha hoje no Brasil a média de R$ 11,49 por hora de trabalho. Para alcançar a média do branco, de R$ 19,22, a população preta teria de trabalhar por exemplo 105,5 horas – 42,5 horas a mais – que os brancos para conseguir atingir o valor de um salário mínimo mensal (R$ 1.212).

Segundo o IBGE, as populações preta e parda representam 9,1% e 47%, respectivamente, da população brasileira. Na força de trabalho, a população parda representa 45%, e a preta, 10,2%.

LEIA MAIS: Legado: luta antirracista e políticas de igualdade racial mudaram o país

Da Redação, com informações da Folha de S. Paulo e G1

Icones para bombou na rede

BOMBOU
NAS REDES

Confira memes e outros conteúdos que estão quebrando a internet

Icones para kit digital

KIT DIGITAL
PT BAHIA

Quer mostrar seu apoio ao PT Bahia nas ruas e nas redes?

Estrela do PT
Faça parte do partido que é

orgulho para a Bahia
e exemplo para o Brasil

Filie-se ao PT