X

Marta sobre aumento de tarifa de ônibus: “Prefeito se exime de responsabilidade e deixa o povo refém do governo federal para ter um transporte de qualidade”, diz

Última atualização: 4 de abril de 2022

A vereadora Marta Rodrigues (PT), presidente da Comissão de Direitos Humanos e de Defesa da Democracia, disse, nesta segunda-feira (4), que o prefeito Bruno Reis joga para a população e para o governo federal de Bolsonaro a responsabilidade do aumento da tarifa de ônibus em Salvador para R$ 4,90, conforme ele anunciou na semana passada.

Segundo a petista, o gestor do executivo municipal se exime da crise no transporte público de Salvador e tenta confundir a população ao afirmar que custeará o aumento apenas até junho caso o governo federal não dê o susbsídio esperado para o transporte.

“O prefeito mais uma vez foge da crise no setor. A verdade é que ele já aumentou a tarifa, as concessionárias já tiveram o reajuste atendido. Ele tenta confundir a população e deixa todos reféns de um governo federal, que não fez nada pela capital nem pela Bahia, tampouco irá fazer, afirmando que a população passará a arcar com o novo valor caso não haja o subsídio esperado”.

Marta afirma que o prefeito fez foi anunciar um paliativo que soa como uma ameaça à população. “Se isenta, enquanto os passageiros continuarão sofrendo com um transporte precarizado, que continuará sendo um dos mais caros entre as capitais num momento de crise financeira. Como se não bastasse, toma medidas que prejudicam ainda mais os passageiros, com retirada do Domingo é Meia, uma frota que não atende a demanda, deixando veículos superlotados, e a expiração de créditos do sistema Salvador Card, deixando que as pessoas percam o valor investido”, disse.

De acordo com a vereadora, além das dificuldades que o transporte público vem enfrentado no país, a situação da capital é ainda pior diante da trágica escolha do modelo de concessão realizada e defendida pelo o ex-prefeito. “Um modelo que em 2014 foi contestado por todas as partes envolvidas na discussão. O resultado do péssimo serviço do transporte público em nossa cidade se dá em decorrência do falido modelo defendido pelo ex-prefeito”. A petista, lembra, ainda , que disso, as empresas foram isentas de pagar o Imposto Sobre Serviços (ISS), levando a prefeitura a renunciar milhões em recursos públicos.

“As empresas já são muito beneficiadas, pois exploram o sistema sem pagar a outorga de concessão e estão isentas do ISS. A exploração do sistema por elas ocorre gratuitamente. Falam de prejuízos, mas nunca apresentaram, nem as empresas nem a prefeitura, estudos que comprovem a afirmação. Não há transparência alguma sobre os custos, e agora joga nas costas de um governo incompetente a qualidade do transporte público de Salvador”, declarou Marta.

Icones para bombou na rede

BOMBOU
NAS REDES

Confira memes e outros conteúdos que estão quebrando a internet

Icones para kit digital

KIT DIGITAL
PT BAHIA

Quer mostrar seu apoio ao PT Bahia nas ruas e nas redes?

Estrela do PT
Faça parte do partido que é

orgulho para a Bahia
e exemplo para o Brasil

Filie-se ao PT